|
Viajando a trabalho, por uma semana e só com a bagagem de mão

Planejar uma viagem, seja a trabalho ou lazer, envolve sempre muitos passos: reservar a hospedagem, as passagens, o roteiro e, por fim, as malas. Há quem não resista a levar a casa às costas, há quem prefira viajar leve e, se brincar, levar consigo só a escova de dentes e o cartão de crédito. Para a maioria, resta optimizar as opções e viajar prevenido sem precisar pagar excesso de bagagem. De qualquer foma, ao viajar somente com a bagagem de mão, poupamos tempo e energia, além de evitar a dor de cabeça que algo se extravie.

O que importa é que, se segues dicas simples, podes viajar por uma semana (ou até mais) levando apenas uma bagagem de mão com tudo o que precisas sem abrir mão do conforto e estilo.

Passo 1 – Levante informações

Clima, programação e estrutura são fundamentais para decidir o que não pode faltar à mala. Numa viagem de trabalho, é importante levar em conta o dresscode de seu próprio ramo, se haverá reuniões importantes, visitas a clientes, treinamentos ou saídas de campo. Ninguém quer ter que sair desesperado para comprar um blazer porque esqueceu que a reunião do segundo dia seria formal e só levou t-shirts na mala. Um cronograma realista e detalhado vai permitir preparar uma bagagem sem excessos ou faltas.

Saber detalhes sobre o clima nos dias em que vai estar aqui vai evitar passar sufoco. Na primavera e outono, por exemplo, são comuns as “viradas de tempo”, quando o dia passa de fresco a quente e vice versa em questão de minutos. Um viajante esperto vai estar preparado para não passar sufoco. No nosso ameno inverno, um bom casaco e uma bota de salto baixo ou médio são indispensáveis e vão garantir conforto em qualquer ocasião. Em ambientes fechados, uma malha média vai dar conta do recado.

Conhecer o lugar onde vai se hospedar e o ambiente onde vai passar a maior parte do dia também ajuda a evitar contratempos e exageros. Se tem uma máquina de lavar ou lavanderia à disposição não há motivos para levar uma muda completa para cada dia fora de casa. Nada mais simples que pôr a camisa para lavar no fim do dia e deixar secar no cabide enquanto dorme. Nossos apartamentos todos oferecem esta facilidade.

Planejar também as saídas fora do trabalho é sempre uma boa ideia. Afinal, nossa cidade é linda e merece ser curtida naquelas horinhas de folga que vão surgir com toda a certeza.

Passo 2 – Maximizando o espaço e as peças

Uma mala de mão varia entre 8 a 23 kilos, a depender do país e cia aérea. O mais comum é girar em torno de 10 kilos e é com essa medida que vamos trabalhar nesse artigo. Ainda mais importante que o peso, otimizar o espaço disponível na mala é fundamental para empacotar tudo o que precisa.

Alguns detalhes importantes ajudam a fazer valer cada milímetro disponível para a bagagem.

  1. Peças mais pesadas vão no fundo da mala – peças de ganga e sarja, casacos e malhas ficam melhor acondicionados se formarem uma base para as próximas peças. Melhor ainda se o casaco mais volumoso for usado no trajeto. Evita passar frio no aeroporto e ainda economiza espaço precioso na mala.
  2. Rolinhos – cada vez mais usados, são perfeitos para transportar t-shirts, roupa interior, blusas finas e outras peças leves, além de aproveitar cada mínimo cantinho da mala.

3. Sapatos – protegidos por um saquinho específico, ou mesmo pelo saco do supermercado, podem ser colocados nas laterais da mala e abrigarem meias, lenços, óculos escuros e outros acessórios, que ficam guardadinhos , salvam espaço e ainda não deixam os calçados se deformarem durante a viagem. Uma dica de ouro é sempre usar as botas e o maior casaco no vôo, assim não precisa de metade do espaço da mala para acomodá-los.

4. Maquiagem – adoramos opções à vontade, mas quando se trata de ser prática, isso realmente vai ficar para outra ocasião. Escolher um set básico de maquiagem com as sombras básicas, uma base, blush, máscara, um ou dois batons (sempre levo um tom de boca e um mais marcante, a depender da ocasião) e um iluminador costumam ser o suficiente para enfrentar qualquer situação;

5. Cremes e cabelos – não custa lembrar que não é permitido carregar frascos com mais de 100ml, e, além disso, a maioria dos hotéis fornecem os produtos básicos para banho e cabelo, mas se faz questão de usar seus próprios produtos, embalagens para viagem são imprescindíveis na hora de arrumar a mala. Se o tamanho não for suficiente para os dias de viagem, é melhor comprar uma embalagem pequena em alguma farmácia e torcer para conseguir usar até o fim. Embale tudo numa necessaire transparente, acione as travas para não derramar e seja feliz.

Na hora de escolher as peças, não se esqueça de coordená-las e optar por outfits que passem de uma ocasião à outra sem fazer feio. Uma saia lápis vai do escritório formal ao passeio, basta trocar a blusa por uma camiseta e o scarpin por um par de tênis, essa mesma saia vai à balada com um top e uma sandália poderosa. Para os homens, uma barra dobrada e um tênis tranformam a calça do terno em um traje despojado que não faz feio na noite.

Quanto levar?

Para uma semana, preparamos as seguintes listas:

Homens (formal)

1 terno

1 calça de ganga ou sarja

3 camisas

2 gravatas

1 par de sapatos

1 par de tênis

1 par de chinelos

5 peças de roupa íntima

3 pares de meias finas

2 pares de meias esportivas

2 t-shirts

1 short ou bermuda

1 cinto

No inverno, acrescentar

1 malha térmica

1 casaco

2 camisolas

Necessaire com produtos de higiene e cuidado pessoal

Claro que essa lista é uma sugestão muito generalizada e não custa nada adaptar às vossas próprias necessidades. Num ambiente mais informal, podes trocar o terno por uma jaqueta e mais uma calça de ganga e as camisas por mais t-shirts. O importante é pensar naquilo de que realmente precisa em uma semana de trabalho.

Mulheres (formal)

1 Tailleur ou terninho

2 camisas de alfaiataria

2 blusas

2 camisetas

1 calça de ganga

1 short ou bermuda

2 saias ou calças de alfaiataria

1 vestido

1 par de scarpins

1 par de sabrinas

1 par de chinelos

1 par de tênis

Acessórios

Necessaire com cosméticos, produtos de higiene e cuidado pessoal

Bolsinha de maquiagem

No inverno, acrescentar

Meia calça

Casaco

Malha de lã

Malha térmica

Botas (com as quais, recomendo ir calçada na viagem)

Pashmina ou cachecol

Mais uma vez, obviamente, trata-se de uma lista generalizada e vai ficar muito melhor caso seja adaptada a si. O importante é entender que com poucas peças é possível vestir-se bem em qualquer ocasião e aproveitar a oportunidade de visitar nossa linda Lisboa. Só não esqueças os calçados confortáveis. Nossas ruas merecem ser exploradas a pé e conforto sempre vai te ajudar a chegar mais longe.

Como reaproveitar as peças

Todas as nossas unidades contam com máquina de lavar à disposição, porém, mesmo com essa facilidade, muitas vezes o tempo não colabora e torna-se quase impossível cuidar das roupas durante o período de estadia. Alguns truques podem ajudar bastante.

  • Refrescar as peças – se não dá para lavar aquela camisa usada na reunião, pendurá-la na casa de banho com o chuveiro ligado, faz com que o vapor suavize amassadinhos e reavive a peça
  • Barreira – usar uma t-shirt de algodão por baixo faz com que o suor não alcance a camisa e permite usar a peça mais vezes antes de ser necessário lavá-la.

O que não levar

Se a ideia é levar apenas a bagagem de cabine, há algumas restrições importantes a lembrar. Cada país e companhia aérea tem suas próprias regras, portanto é aconselhável consultá-las. De modo geral, não são permitidos objetos perfurocortantes, líquidos em frascos acima de 10dl, explosivos ou inflamáveis. Assim, nem adianta pensar em trazer o frasco completo de shampoo, canivete, limas de metal, isqueiros e qualquer coisa que possa causar problemas.

O que não dá para esquecer

Documentos pessoais – passaporte, carta de motorista e cartão de saúde não podem ficar para trás

Remédios – medicamentos de uso contínuo, analgésicos, um flaconete de soro fisiológico, colírio e alguns pensos rápidos deixados à mão vao facilitar a sua vida e aumentar.

Carregadores para telemóveis e outros dispositivos

Adaptador de tomadas

Dinheiro em moeda local – o cartão funciona bem, mas é importante ter o suficiente para alguma emergência.

Enfim, aproveite a cidade, a viagem, o conforto do apartamento, produza muito, aprenda e cresça na carreira. Viagens são perfeitas para isso. Preocupar-se menos com o que traz e ter a liberdade de buscar o que vais levar consigo é sempre uma excelente escolha.

Top

Subscribe now

Subscrever agora